(x)
NEWSLETTER

Inscreva-se e receba todas a novidades no seu email

Maria Cordeiro Pires Figueiredo Gomes

Professora de Violino e Orquestra

Maria Cordeiro Gomes nasceu em Coimbra em 1980.

Iniciou os seus estudos musicais aos seis anos no Conservatório Regional de Música da Covilhã. Aos doze anos integrou a primeira turma da Escola Profissional de Artes da Beira Interior, na classe de violino do professor António Ramos. Foi também aluna dos professores Júlio Dias e Cândida Matos (cravo) Clara Dias, Rogério Peixinho e António Oliveira e Silva (música de câmara e orquestra).

Prosseguiu os seus estudos musicais na Escola Superior de Música de Lisboa, concluindo a Licenciatura na classe de violino da professora Alexandra Mendes. Na ESML trabalhou com professores como Alberto Nunes, Aníbal Lima, Pedro Muñoz, Stephen Bull, Irene Lima, Christopher Bochmann, Margarida Fonseca Santos, Francisco Cardoso, Sérgio Azevedo, Vasco Pearce de Azevedo, entre outros.

É Profissionalizada desde 2011 pela Universidade Aberta.

Paralelamente, tem participado em diversas master classes de instrumento e cursos de aperfeiçoamento com professores como Manuel Teixeira, Jiri Tomasek, Ifrah Neaman, Zahkar Bron. Frequentou cursos de pedagogia e didáctica instrumental com professores Stefan Kamilarov, Peter Röbke e Rui Fernandes (método Suzuki).

Tem colaborado, como músico convidado, com a Orquestra Gulbenkian, Orquestra do Norte, Orquestra Clássica do Centro, Orquestra das Beiras, Orquestra Metropolitana de Lisboa, Orquestra de Câmara Portuguesa, Orquestra Sinfonietta de Lisboa, trabalhando com diversos maestros e solistas de renome. Foi, em 2005, co-fundadora da Orquestra do Tejo. Toca em grupos de Música de Câmara com diversas formações. Colaborou ou colabora com músicos de outros géneros musicais, nomeadamente com Bernardo Sassetti, Mário Laginha, Pedro Burmester, Pedro Jóia, Rodrigo Leão, Carlos do Carmo, Mariza, Carminho, Quinteto Amália, Rui Veloso, Luís Represas, Martinho da Vila, Jacques Morelenbaum, Antony Hegarty (Antony and the Johnsons), entre inúmeros outros. Realizou, integrada em orquestra, várias gravações discográficas e bandas sonoras para televisão e cinema.

Leccionou a classe de violino, orquestra e música de câmara na Academia de Música de Alcobaça (2000-2006), na Sociedade Filarmónica Gualdim Pais - Tomar (2001-2005) e no Conservatório Regional de Setúbal (2003-2008).

Em 2004 e 2005 co-fundou e implementou as Academias de Música da Orquestra do Tejo (AMO) no Colégio de S. Tomás e Colégio Mira Rio (Lisboa) nas quais leccionou as classes de violino e música de câmara. Assumiu a direcção pedagógica das mesmas entre 2005 e 2008.

Com a intenção de que os seus filhos pudessem crescer num meio mais sadio e tranquilo, em 2008 deixou a cidade de Lisboa e é, desde Setembro desse ano, professora de violino e orquestra no Conservatório Regional de Música da Covilhã, instituição na qual acumulou ainda o cargo de membro da direcção pedagógica entre 2010 e 2016.